Indaiatuba

Beneficiários do BCP Deficiente devem se inscrever em cadastro

Os beneficiários do Benefício de Prestação Continuada (BCP Deficiente) devem providenciar até dezembro a inscrição em um cadastro único. A exigência é do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS). Os favorecidos que estão com o endereço atualizado receberão uma carta com as orientações em suas residências. Quem não fizer o cadastro terá o benefício suspenso. Indaiatuba tem 1.286 benificiários, dos quais 569 não possuem o cadastro único.

Quem não receber o comunicado deve comparecer na Secretaria Municipal da Família e Bem-Estar Social (Semfabes) ou no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) de sua região, de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 16h. Os documentos necessários para o cadastro são: RG ou certidão de nascimento, CPF, título de eleitor e carteira de trabalho (mesmo estando desempregado) de todos que residem na casa; certidão de casamento; recibo de aluguel recente; comprovante de endereço (energia elétrica ou água); comprovante de benefício ou recibo bancário recente e declaração de matrícula fornecida pela escola ou creche (se tiver crianças que estudam na casa).

Caso o beneficiário não possa comparecer, é necessário que algum membro da família, maior de 18 anos, compareça trazendo os documentos informados acima.

O BPC Deficiente é um benefício da Política de Assistência Social, que assegura a transferência mensal de um salário mínimo a pessoas com deficiência, de qualquer idade, com impedimentos de longo prazo, de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, os quais, em interação com diversas barreiras, podem obstruir sua participação plena e efetiva na sociedade em igualdade de condições com as demais pessoas.

Em 2017 os beneficiários do BPC Idoso foram chamados para fazer o cadastro único. O governo federal prorrogou o prazo de adesão até dezembro.


Fonte:


Notícias relevantes: