Indaiatuba

Exército se prepara para operação no Rio

Com o final da Operação Curimbatá II, parte da tropa da 11ª Brigada de Infantaria Leve do Exército Brasileiro deixa Indaiatuba e se prepara para integrar as forças da Operação Furacão, no Rio de Janeiro. A informação foi confirmada pelo general de brigada Luís Cláudio de Mattos Basto, em coletiva na manhã de terça (19), na sede da Guarda Civil de Indaiatuba.

Durante a Operação Curimbatá II, a 11ª Brigada de Infantaria Leve conduziu um exercício de adestramento a fim de permitir a capacitação e a avaliação de frações de sua tropa para emprego em ações dessa natureza. O General Basto comentou a importância de ações como essa. "O Exército pode ficar cem anos sem ser empregado, mas não pode ficar um minuto sem estar preparado. Lidamos com vidas e qualquer efeito colateral é importante", destacou, reafirmando a importância do Exército. "Depois de empregar o Exército, o país vai empregar o quê? Temos que estar prontos a resolver os problemas, em missões previstas na Constituição. Em resumo: atender o que a Nação espera da gente".

O adestramento é uma das atividades previstas para o preparo da tropa. "Esse adestramento vem para isso, temos que garantir a lei e a ordem. Uma grande parte dessa tropa que está na cidade irá para o Rio de Janeiro nas próximas semanas e as ações aqui fazem parte desse treinamento", comentou o General Basto.

A atividade foi encerrada na quinta (21), com uma ação cívico-social na Praça Dom Pedro II (Centro), onde diversas atividades foram realizadas, como exposição de material de emprego militar, apresentações de banda de música, orientação sobre saúde física e bucal, desfile de tropa, entre outras. "O ano de 2017 [quando aconteceu a primeira Operação Curimbatá] foi de preparo. Temos que buscar isso sempre", apontou o Coronel Richard Alves Fioravante, comentando o contato direto com a população. "Altamente positivo. Quem esteve na Praça Dom Pedro II, durante o desfile, pôde ver isso. Além disso, a parceria com agências públicas também éessencial e reflete os anseios da população".

Grandes eventos

Também marcaram presença na coletiva o tenente-coronel Gonçalo e o secretário de Segurança Pública de Indaiatuba, Alexandre Guedes. O emprego do Exército Brasileiro em diversas missões constitucionais tem sido cada vez mais frequente, especialmente na última década, não apenas no apoio aos "Grandes Eventos" (Jogos Pan-Americanos Rio 2007, Jornada Mundial da Juventude 2013, Copa do Mundo de 2014 e Jogos Olímpicos e Paralímpicos no Rio, em 2016), mas também, e principalmente, em operações de apoio aos órgãos governamentais para garantia da lei e da ordem, como nas Operações Arcanjo e São Francisco, no Rio de Janeiro (RJ); Operação Capixaba, nas cidades de Vitória e Vila Velha (ES); e, atualmente, no Estado do Rio de Janeiro, sendo empregado na intervenção federal em curso naquela unidade federativa.

Inserida nesse contexto, a 11ª Brigada de Infantaria Leve, sediada em Campinas, é uma das Forças de Emprego Geral do Exército Brasileiro, vocacionada para missões constitucionais de garantia da lei e da ordem. Para tanto, a preparação constante e a prontidão permanente são fundamentais para o cumprimento de tais atribuições.


Fonte:


Notícias relevantes: