Indaiatuba

Haoc registra primeira captação de órgãos no ano

Na madrugada de terça-feira (10), foi feita a captação de órgãos para transplante de uma paciente internada no Hospital Augusto de Oliveira Camargo (Haoc) desde o dia 20 de junho.

A paciente, de 60 anos, sofreu hemorragia subaracnoidea espontânea (HSA), e, após os protocolos que atestaram a morte encefálica, os familiares autorizaram a doação de órgãos.

Uma equipe da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) foi acionada e o procedimento resultou na captação de córnea, rins e fígado, o que permitirá ajudar diversas pessoas que aguardam na fila de transplante.

Em situações em que o paciente está em morte encefálica, a decisão pela doação cabe à família. Em vida, é possível efetivar outras formas de doação, como de sangue ou de medula óssea. No caso do rim, a doação em vida é entre familiares, devido à necessidade de compatibilidade genética.

O Haoc conta com uma Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT), responsável por detectar possíveis doadores de órgãos e tecidos, viabilizar o diagnóstico de morte encefálica, criar rotinas para oferecer aos familiares de pacientes falecidos no hospital a possibilidade de doação de córneas e outros tecidos.


Fonte:


Notícias relevantes: