Indaiatuba

Inquérito policial eletrônico é implantado em Indaiatuba

Tecnologia

O inquérito policial eletrônico foi implantado em Indaiatuba no último dia 6 de junho. O novo modelo é fruto da parceria entre o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) e a Secretaria de Segurança Pública do Estado, com o objetivo de eliminar a burocracia, e tornar instantâneo o encaminhamento dos inquéritos ao judiciário.

Segundo a assessoria do TJ-SP, o modelo digital permite que procedimentos como impressão de cópias, deslocamento para assinaturas e transporte de expedientes passem a ser feitos eletronicamente, de modo online e instantâneo.

Com tramitação mais célere, acessível e segura, o inquérito digital possibilita a consulta e a análise dos autos digitais por todos os operadores simultaneamente e em tempo real, a qualquer hora e dia, independente da remessa dos autos ou situações que poderiam dificultar o imediato conhecimento de todo processo.

A assessoria do TJ acrescenta que os réus podem consultar online o andamento da ação penal, e as prisões em flagrante podem ser distribuídas instantaneamente ao juízo competente por meio do Sistema de Automação da Justiça (SAJ).

Agilidade

O modelo digital também dispensa procedimentos que consomem tempo dos policiais, como a impressão de cópias, deslocamentos e transporte de expedientes, os quais passam a ser feitos eletronicamente.

Para o delegado Danilo Amâncio Leme, o inquérito eletrônico facilitou muito o trabalho da Polícia Civil. "O primeiro inquérito digital foi um flagrante de tráfico de drogas no Camargo Andrade. Até o momento, tivemos 28 autos de prisão em flagrante e 14 inquéritos eletrônicos instaurados via portaria (boletins de ocorrência)", revela.

O controle dos inquéritos por parte do delegado também aumentou. "Antes, com a correria, nem todos os inquéritos eram vistos pelo delegado; agora, temos acesso a todas as informações em tempo real", comenta Leme.


Fonte:


Notícias relevantes: