Indaiatuba

Campanha arrecada chinelos paracombater doença em Moçambique

SOLIDÁRIO

O grupo Fraternidade Sem Fronteiras (FSF) lançou campanha em Indaiatuba solicitando ajuda para os habitantes de Moçambique, na África. Eles necessitam de chinelos para evitar a parasitose contraída pelos pés, doença grave que leva à deformação dos membros.

A campanha Chinelos que Todos os Pés Merecem já está sendo divulgada na cidade.  Entidades estão colaborando nas arrecadações de chinelos novos ou usados, desde que em bom estado. "Na África, a carência também dói nos pés. Por conta dessa realidade, a Fraternidade sem Fronteiras lança essa campanha na região de Campinas", explica Joyce Simões Aguiar, que hoje está à frente do grupo.

As arrecadações ocorrem em quatro pontos (veja quadro ao lado) até o dia 8 de setembro. "O bazar da FSF, localizado no Jardim Tropical, também recebe chinelos novos e usados, em perfeito estado de conservação, de todos os tamanhos, que serão destinados a crianças, jovens e adultos de Moçambique", complementa Joyce. "Também aceitamos doações sem dinheiro aqui na sede do FSF."

Além do Bazar Amigas do Bem, no espaço do FSF, outros locais recebem as doações de chinelos, como a Casa do Lavrador, o Centro Espírita Pe. Zabeu Kauffman e a loja Claus Casa e Construção, todos na região central. Outras pessoas vêm se engajando a campanha por meio das redes sociais, como o Facebook. "Criei um story em meu perfil e muita gente se mostrou interessada em ajudar", revela Joyce. O link é: https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=1871935476215444&id=100001970287867

Humanitário

Um dos médicos da FSF que atua como voluntário em Madagascar explica a forma como a parasitose age nos pés. "As crianças perdem os dedos dos pés. Cria-se uma crosta no local, formando uma camada grossa que impede a circulação sanguínea e, consequentemente, há uma necrose."

"Nosso trabalho aqui é efetuar a limpeza, retirando as lesões e os vermes. Já perdemos as contas de quantas crianças atendemos com o mesmo problema", acrescenta o médico, em vídeo divulgado pelo grupo nas redes sociais.

Joyce adianta que novidades sobre a ação em prol dos africanos serão divulgadas em breve. Mais informações e formas de ajudar o grupo FSF podem ser obtidas pelo número (19) 98888-1507 (Whatsapp) ou pelo site: www.fraternidadesemfronteiras.org.br/


Fonte:


Notícias relevantes: