"Há muito a ser feito", diz voluntária

Indaiatuba

"Há muito a ser feito", diz voluntária

Nazareth Silva chegou à Aprai em 1995, como voluntária. Sempre atenta à causa animal, após algum tempo em Indaiatuba, tomou conhecimento da entidade e foi oferecer ajuda. Mais tarde, em 1998, ela assumiu a presidência. "Na época, era uma organização com apenas R$ 12 no banco, endividada e abandonada", recorda.

Naqueles tempos, a Aprai tinha um canil implantado em terreno municipal, no Recanto das Flores, que contava, então, com 220 animais. A representante da ONG afirma que lutou contra o abrigo, pois, para ela canis são centros de doenças, “prisões, para onde os bichos vão para morrer”, destaca.

Ela emenda reforçando não ser contra quem possui canil. "Mas aqui na Aprai nunca aceitei. As pessoas precisam entender que não basta só água e comida, mas existe o fator afetivo – e isso dificilmente os animais vão encontrar em um canil. Eles precisam de um lar de verdade.” O canil da Aprai foi fechado no ano 2000. “Os animais que conseguimos salvar foram castrados e doados”, completa Nazareth.

“Há muito ainda por ser feito. Sempre tivemos o sonho de ter um veterinário contratado para ficar aqui na sede; e que a Justiça realmente fosse feita contra autores de maus tratos. Mas, Deus nos guiou até aqui e fazemos o melhor, dentro dos recursos possíveis”, avalia.

“Devo lembrar que a Nazareth não fez nada sozinha. Tenho profunda gratidão a Raul Narezzi, falecido há nove anos, que teve uma participação fundamental aqui. A Lucila Martins, que faleceu em dezembro de 2017, e a Viviane Almeida, também falecida há quatro meses. Eu me lembro deles todos os dias, e a enorme contribuição para o trabalho da Aprai”, cita a representante.

Por fim, a representante destaca: "Tudo valeu a pena e sempre irá valer. Se pesarmos na balança, a Aprai cresceu muito". Para conhecer melhor a entidade e saber como ajudar, acesse a página da Aprai no Facebook. A sede fica à Rua 11 de Junho, 684 (Centro). O telefone é (19) 3835-7134.


Fonte:


Notícias relevantes: