Indaiatuba

Escolas de Indaiatuba se destacam no Ideb

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2017 revelou que as escolas de Indaiatuba estão bem situadas no ranking, conseguindo classificação inédita entre as melhores do País e do Estado. O índice atingido pelas escolas de Indaiatuba foi de 7,4, bem acima do Ideb nacional das redes municipais, que foi de 5,6, e o estadual, de 6.5.

A Emeb Osório Germano e Silva Filho, situada no Jardim São Paulo, conseguiu a pontuação 9.0, muito superior à da meta estabelecida para 2021, que é de 7,1. É a 1ª melhor colocada no Estado, e a 2ª do Brasil. Das 28 escolas municipais que participaram da Prova Brasil 2017, 22 alcançaram ou ultrapassaram a meta prevista para 2021. Todas escolas de Indaiatuba atingiram a meta prevista para 2017. Em primeiro lugar no Ideb nacional está Jaguariúna, com a mesma pontuação que Indaiatuba. A classificação considera escolas em cidades com mais de 200 mil habitantes.

A Emeb Osório Germano e Silva e Filho fica no Jardim São Paulo e recebeu a nota 9.0 no Ideb. Já no ranking de 2015 havia superado a meta obtendo a pontuação, 8.5. Segundo a diretora da entidade, Elaine Cristina Garcia Gonçalves, um dos diferenciais para a boa colocação da escola é a participação constante dos pais, interagindo sempre. "Os pais são muito participativos, mantemos diálogos frequentes", revela. Ela acrescenta que outro fator importante é a baixa rotatividade dos professores e auxiliares. Ela mesmo está na escola há 17 anos. A coordenadora pedagógica Vanessa Kiss, que está na Emeb há 20 anos, diz que há sondagens semanais com os alunos e que o índice de repetência em 2017 foi de apenas 0,25%. O objetivo das sondagens é observar o aluno como indivíduo, ou a classe, como um coletivo.

A Emeb Osório tem 456 alunos, vinte salas de aula e 22 salas de recurso. Os alunos têm de 6 a 11 anos, ou seja, vão do 1º ao 5º ano do ensino fundamental. Os professores do 4º ano continuam com a mesma turma no 5º ano para assim dar continuidade no ensino das matérias. Muitos dos alunos do 5º ano entram com bolsa de estudo em colégios particulares devido à boa formação. "Uma de nossas alunas foi medalha de ouro em matemática no seu novo colégio", exemplifica a diretora.

Estado

A escola estadual Suely Maria Cação Ambiel Baptista, Jardim Colonial, ficou entre as cinco melhores do Estado de São Paulo, com nota 5,7 no Ideb de 2017 e meta de 5,8 para 2019. Não houve avaliação no índice em anos anteriores. A diretora Eliana Bueno Camargo e a vice-diretora Luciana Alves Sanchon de Souza avaliaram que a boa colocação deve-se ao programa de ensino integral, implantado desde 2012, com nove horas diárias de aulas. Além das matérias da base nacional, os 430 alunos têm matérias diversificadas como laboratório, mundo do trabalho, projeto de vida, entre outras. Cada aluno tem um professor tutor para sanar dúvidas.

O Ideb é um indicador de desempenho da educação básica divulgado a cada dois anos pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), ligado ao Ministério da Educação. O estudo mostra o desempenho dos estudantes na Prova Brasil nas disciplinas Língua Portuguesa e Matemática e sua taxa de aprovação. Criado em 2007, o Ideb reúne em um só indicador o fluxo escolar e o desemprenho nas avaliações nacionais, o que permite traçar metas de qualidade educacional.


Fonte:


Notícias relevantes: