Indaiatuba

Prêmio da Nota Fiscal Paulista é bloqueado por suspeita de fraude

Uma consumidora de Indaiatuba foi contemplada com o prêmio de R$ 500 mil da Nota Fiscal Paulista. Porém, devido à suspeita de irregularidade, a Secretaria da Fazenda do Estado bloqueou o valor.

Segundo a assessoria da pasta, foi observado que quase todas as compras em que a munícipe registrou seu CPF foram realizadas em uma sequência incomum, em uma rede de postos de combustíveis, o que configura possível fraude. Dessa forma, uma auditoria foi instalada e a consumidora poderá ter o prêmio liberado somente após o procedimento administrativo de verificações.

Os demais ganhadores do 118º sorteio (de setembro) não foram prejudicados. Os outros três prêmios de R$ 500 saíram para contribuintes de Jundiaí, Bauru e Santos. Mais contribuintes também levaram, no sorteio deste mês, 10 prêmios de R$ 100 mil, 15 de R$ 50 mil, 20 de R$ 10 mil, 50 de R$ 5 mil e 500 prêmios de R$ 1 mil. Um dos prêmios de R$ 100 foi para um consumidor de Sorocaba.

No mês de julho de 2018, a Fazenda paulista também identificou indícios de irregularidade de uma instituição assistencial, premiada com R$ 100 no sorteio mensal. As suspeitas foram em relação à captação de cupons em março deste ano, em desacordo com a legislação do programa NF Paulista, que prevê a doação realizada pelo próprio consumidor, e não por estabelecimentos comerciais.

"A Fazenda monitora o comportamento das doações de notas para as entidades a fim de validar e corrigir possíveis distorções. Muitas vezes, para capitalizar mais créditos, algumas contratam empresas terceirizadas para a compra de cupons fiscais ou estabelecem parcerias com comerciantes locais, o que descaracteriza o objetivo principal do programa que é a doação individual e voluntária, do próprio consumidor", explicou Carlos Ruggeri, coordenador do programa Nota Fiscal Paulista. "Apenas no ano passado foram cancelados R$ 5,3 milhões em créditos."


Fonte:


Notícias relevantes: