Indaiatuba

Crime ambiental gera multa da Prefeitura

Denúncia anônima levou Polícia Civil, Guarda Civil Municipal, Vigilância Sanitária e Departamento do Meio Ambiente de Indaiatuba a um depósito de ferro-velho, na terça-feira (9), situado na Rua Eurico Gonçalves no Jardim Oliveira Camargo.

No local, 95% do solo estava ocupado por fraldas descartáveis vindas de indústrias diversas. As fraldas eram novas, sem uso, e tinham defeito de fabricação.

O Departamento de Fiscalização, Taxas e Posturas multou o local em R$ 1.932 e o de Meio Ambiente aplicou multa de 100 Ufesp's (Unidade Fiscal do Estado de São Paulo), o que representa R$ 2.570,00.

O proprietário alegou que as fraldas eram enviadas para ele a fim de reciclar e que não sabia ser crime ambiental. O problema não era na armazenagem e sim no fato das fraldas estarem jogadas no solo bem próximo ao leito do Rio Jundiaí, podendo atingir o lençol freático. Além do plástico, que demora mais de cem anos para se decompor, a fralda descartável usa um gel aglutinador de material orgânico que tem alto poder poluidor quando em contato com água.

O proprietário do ferro-velho esteve na Delegacia Central, onde foi notificado e avisado do valor das multas a pagar.


Fonte:


Notícias relevantes: