Economia

IGP-M acumula taxa de inflação de 6,22% em 12 meses

Tânia Rêgo/Agência Brasil
Itaboraí (RJ) - Anúncio de aluguel de lojas e salas se espalham pela cidade. O desemprego aumentou após a redução das obras do Comperj (Tânia Rêgo/Agência Brasil)
Crédito: Tânia Rêgo/Agência Brasil

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), usado no reajuste dos contratos de aluguel, registrou inflação de 0,01% na segunda prévia de maio deste ano. A taxa é inferior à observada na segunda prévia de abril, que havia registrado inflação de 1%.

Com o resultado da prévia, divulgada hoje (20) pela Fundação Getulio Vargas (FGV), o indicador passou a acumular taxa de 6,22% em 12 meses.

Os três subíndices que compõem o IGP-M registraram quedas nas taxas de abril para maio. A inflação do Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado, recuou de 1,36% na prévia de abril para 0,18% na prévia de maio. Já a inflação do Índice Nacional de Custo da Construção recuou menos, de 0,22% para 0,21%.

O Índice de Preços ao Consumidor, que mede o varejo, passou de uma inflação de 0,28% na prévia de abril para uma deflação (queda de preços) de 0,59% na prévia de maio.


Fonte:


Notícias relevantes: