Educação

Governo faz parceria com empresa para ações de transformação digital

Reprodução/Internet

Crédito: Reprodução/Internet

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) anunciou uma parceria com a empresa internacional de tecnologia Cisco para ações relacionadas à adoção de tecnologias digitais em diversas áreas. O emprego desses recursos técnicos e as mudanças decorrentes vêm sendo chamadas por governos e organismos internacionais de “transformação digital”.

O acordo vai abarcar projetos em diversas áreas, como infraestrutura de informação e comunicação, cibersegurança, apoio à indústria e ao processo produtivo, qualificação de trabalhadores em novas tecnologias, inovação e melhoria de serviços digitais de instituições públicas.

A Cisco vai auxiliar em uma plataforma para o Sistema Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, que facilite a definição, gestão e monitoramento de ações governamentais nas três esferas da Federação nessa área.

Outra ação prevista é a implantação de um programa de educação em cibersegurança com meta de qualificar sete mil jovens. Ainda nesse tema, de acordo com o ministério, o órgão e a companhia vão cooperar com a troca de informações sobre ameaças cibernéticas.

Em relação ao apoio à indústria, o acordo tem entre suas medidas a criação de um centro de experiência focado em tecnologias de suporte à atividade produtiva. Também serão realizadas atividades de formação, com a meta de oferecer capacitação a dois mil trabalhador em três anos.

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, destacou a profundidade das mudanças relacionadas a essas tecnologias. “As coisas vão ser diferentes a cada dia. A utilização da tecnologia, seja em qualquer das áreas, na saúde, na segurança, na indústria, na segurança cibernética, tem uma importância gigantesca. Essas alterações, novos empregos, novos modos de vida, vamos precisar de muitos bons profissionais, de jovens empreendedores”, destacou.

O secretário de telecomunicações do MCTIC, Vitor Menezes, lembrou que o Brasil é o quarto país em número de pessoas conectadas, com 134 milhões com acesso à Rede Mundial de Computadores, além de altos índices de acesso a aplicações como redes sociais e serviços de mensageria (como Whatsapp e Telegram).

Ele elencou as medidas adotadas pelo governo e lembrou que ainda há desafios. “Estamos próximos do edital da tecnologia 5G, desenvolvendo uma estratégia de inteligência artificial e implantando o plano de Internet das Coisas. Precisamos dar vazão a tais iniciativas de modo a proporcionar que cada brasileiro tenha acesso à internet”, defendeu.

“Assim como é fato que Brasil para ser competitivo nesse mundo global, isso só existe com a devida inclusão da sociedade. A sociedade precisa e deve ser a protagonista de toda essa transformação. Que possamos fazer com que tecnologia seja fonte sólida dentro do processo de inclusão”, afirmou o presidente da Cisco no Brasil, Laércio Albuquerque.

A Agência Brasil perguntou ao MCTIC se houve alguma licitação ou seleção para avaliar outras empresas que poderiam realizar parcerias semelhantes, mas não obteve resposta.


Fonte:


Notícias relevantes: