Esportes

Em Volta Redonda, Palmeiras e São Bento empatam pelo Paulista

Cesar Greco
O time da SE Palmeiras, em jogo contra a equipe do SC São Bento, durante partida válida pela terceira rodada, do Campeonato Paulista, Série A1, no Estádio Raulino de Oliveira. (Foto: Cesar Greco)
Crédito: Cesar Greco

Nesta quarta-feira (25), São Bento e Palmeiras ficaram no 1 a 1 em jogo adiado da terceira rodada do Campeonato Paulista. A partida, após várias idas e vindas, foi disputada no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ). O Verdão (que atuou com uma equipe mista e ainda não mandou a campo força máxima na temporada) lidera o Grupo C com os mesmos oito pontos do Red Bull Bragantino, ficando à frente pelo saldo de gols (cinco a três). O Azulão, com dois pontos, é o lanterna do Grupo B, o mesmo do São Paulo.

O duelo estava marcado para a última quarta-feira (17), no estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba (SP). O impedimento à realização de jogos em território paulista na Fase Emergencial, a mais restritiva do Plano São Paulo, de combate à pandemia do novo coronavírus (covid-19), levou a partida inicialmente para o estádio Independência, em Belo Horizonte. O Governo mineiro, porém, não autorizou confrontos de outros locais no Estado e o compromisso teve que ser suspenso.

A confirmação do jogo para Volta Redonda se deu somente na última terça-feira (23), um dia após a Federação Paulista de Futebol (FPF) chegar a anunciar a suspensão do Estadual até o fim da Fase Emergencial (30 de março). O duelo entre Mirassol e Corinthians, na terça, também foi na cidade fluminense. Pelo acordo com a prefeitura local para realização das duas partidas, a federação doou equipamentos para montagem de dez leitos de unidade de terapia intensiva (UTI).

O São Bento teve, rigorosamente, duas chances no primeiro tempo. Na primeira, aos 23 minutos, o zagueiro Gustavo Gómez errou na saída de bola e deu contra-ataque para o atacante Diego Tavares, que disparou sozinho em direção ao gol e foi derrubado por Weverton fora da área. Último homem, o goleiro foi expulso. No ataque seguinte, o meia Daniel Costa tocou por cima da zaga alviverde, e Diego Tavares, na cara do goleiro reserva Vinícius Silvestre, não desperdiçou, colocando o Azulão à frente.

Foi só. Mesmo com um a menos, o Palmeiras teve o controle das ações. Aos 33 minutos, o atacante Rafael Elias tentou encobrir Luiz Daniel, frente a frente com o goleiro, mas mandou para fora. Aos 38, o Verdão teve um pênalti marcado com auxílio do árbitro de vídeo (VAR), que viu toque de mão do lateral Julinho. Gómez, que falhou no gol do São Bento, redimiu-se ao converter a penalidade. Nos acréscimos, o Alviverde quase virou em chute cruzado do atacante Rony, que parou na trave direita.

O Palmeiras seguiu mais agressivo no segundo tempo, obrigando Luiz Daniel a trabalhar no primeiro minuto, em chute de Rafael Elias, da entrada da área. O goleiro salvou o São Bento outras três vezes. Aos 30 minutos, fez grande defesa em cobrança de falta do volante Patrick de Paula. Aos 45, ele evitou uma bomba do lateral Gabriel Menino, dentro da área. Nos acréscimos, esticou-se no canto direito para salvar a finalização de Rony, também na área.

Do lado alviverde, Vinícius Silvestre também se destacou. Entre os 33 e 38 minutos, o Azulão chegou três vezes com perigo, mas parou no goleiro. A principal defesa foi aos 38, quando o reserva de Weverton salvou um chute venenoso de Daniel Costa, de fora da área, desviando a bola para o travessão. No fim, o empate se manteve em Volta Redonda.

Pela quinta rodada, o Palmeiras terá pela frente o clássico contra o São Paulo, no Allianz Parque. O São Bento encara o Santo André no Canindé, também na capital paulista. Os duelos, por enquanto, não têm data confirmada, pois dependem que o Governo estadual libere a realização de jogos no Estado. A FPF pretende retomar o torneio a partir de 31 de março, um dia após o fim da Fase Emergencial.


Fonte:


Notícias relevantes: