DF recebe 150 mil testes rápidos para detecção da covid-19

Saúde

DF recebe 150 mil testes rápidos para detecção da covid-19

REUTERS/Ueslei Marcelino/Direitos reservados
Profissional de saúde realiza teste para o novo coronavírus em Brasília 21/04/2020 REUTERS/Ueslei Marcelino
Crédito: REUTERS/Ueslei Marcelino/Direitos reservados

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal recebeu,nesta terça-feira (12), um lote com 150 mil testes rápidos para detecção da covid-19 para serem aplicados na população. Os testes, aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), foram importados da China pela empresa vencedora da licitação para o fornecimento do material.

De acordo com o governo local, com a remessa, o Distrito Federal vai chegar a cerca de 250 mil testes rápidos já comprados e utilizados, contando com os entregues pelo Ministério da Saúde. O objetivo inicial da Secretaria de Saúde era adquirir 560 mil testes rápidos, por meio de dispensa de licitação, como parte das medidas de enfrentamento ao novo coronavírus, causador da covid-19.

Desde o dia 21 de abril, o governo do Distrito Federal atende a população em postos de testagem em massa por drive-thru. Apenas ontem (11), 4.061 pessoas fizeram testes para detecção da doença nos 10 postos montados. Destas, 139 receberam o diagnóstico positivo para Covid-19. Segundo a Secretaria de Saúde, foram feitos 59.378 testes e o resultado foi positivo para 602 pessoas.

Os testes são agendados pelo site testa.df.gov.br ou pelo aplicativo e-GDF. O resultado é enviado para o e-mail cadastrado na plataforma. No site, é possível obter informação sobre quantas vagas há em cada local. A atualização ocorre a cada dois dias. Diariamente, são disponibilizadas em média 4 mil vagas nos postos de atendimento e, de acordo com o governo do DF, a procura por testes tem sido alta, com registro de 400 a 500 acessos simultâneos.

A Secretaria de Saúde destaca que a testagem por drive-thru é exclusiva para pessoas sintomáticas, ou que tenham histórico de contato com algum caso confirmado e residam com idosos, e que morem nas regiões administrativas abrangidas pelo local onde o posto está montado. A realização do exame não descarta a necessidade de procurar uma unidade de saúde na ocorrência de sintomas.

O teste rápido é indicado entre o sétimo e décimo dia do início do aparecimento dos sintomas, como febre e tosse. O exame detecta a presença de anticorpos (IgG e IgM), que são defesas produzidas pelo corpo humano contra o vírus Sars-CoV-2, que causa a covid-19. O resultado sai em até 30 minutos.


Fonte:


Notícias relevantes: