Saúde

São João de Meriti inicia reabertura do comércio na Baixada Fluminense

Fernando Frazão/Agência Brasil
Rio de Janeiro - Lojas de material de construção reabrem, autorizadas pela Prefeitura a funcionar durante o período de isolamento social causado pela pandemia do novo coronavírus (covid-19). (Fernando Frazão/Agência Brasil)
Crédito: Fernando Frazão/Agência Brasil

A prefeitura de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, iniciou hoje (1º) a reabertura de parte do comércio e escritórios da cidade, após as medidas restritivas tomadas desde 16 de março e que foram ampliadas em 13 de maio, para conter a pandemia de covid-19. O anúncio foi feito por meio de uma transmissão ao vivo pelo Facebook do prefeito, Dr. João, na sexta-feira (29).

No vídeo, o prefeito afirmou que a decisão foi tomada após reuniões com empresários, o gabinete de crise, a Secretaria de Saúde e diretores das emergências dos hospitais. De acordo com ele, houve na última semana uma estabilização no número de casos confirmados na cidade e um leve aumento nos óbitos.

“Após várias reuniões durante essa semana, nós tomamos a decisão de tornar um pouco mais flexível o comércio da nossa cidade e abrir algum tipo de comércio que estava liberado no decreto anterior. Estavam abertos os supermercados, as farmácias, material de construção, comércio de autopeças, as mecânicas, borracheiros, clínicas de saúde e mercados de pet”.

De acordo com os dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES), São João de Meriti tem atualmente 868 casos confirmados de covid-19 e 96 óbitos.

Dr. João afirmou que um decreto especificando os estabelecimentos autorizados a funcionar e os cuidados necessários seria publicado hoje, mas o Diário Oficial do Município não estava disponível na página da prefeitura até o meio-dia.

Segundo o anúncio do prefeito, estão autorizados a funcionar a partir de hoje os escritórios de advocacia, contabilidade e arquitetura, as lojas de revenda de automóveis, os restaurantes, as barbearias e salões de beleza, lojas de aviamento e armarinhos, óticas e estacionamentos particulares.

O uso de máscara é obrigatório, assim como a disposição de álcool 70% na entrada do comércio, termômetro infravermelho para medir a temperatura de todos os clientes, máximo de três clientes por loja e distanciamento entre eles.

Continuam fechados bares e botequins, todos os cultos religiosos, salões de eventos e festas, academias, feiras, ambulantes, shoppings e lojas de roupa.


Fonte:


Notícias relevantes: