Tecnologia

SpaceX: Falcon 9 acaba de bater um recorde incrível na história do voo espacial

NASA/Bill Ingalls
A SpaceX Falcon 9 rocket carrying the company's Crew Dragon spacecraft is launched from Launch Complex 39A on NASA’s SpaceX Demo-2 mission to the International Space Station with NASA astronauts Robert Behnken and Douglas Hurley onboard, Saturday, May 30, 2020, at NASA’s Kennedy Space Center in Florida. The Demo-2 mission is the first launch with astronauts of the SpaceX Crew Dragon spacecraft and Falcon 9 rocket to the International Space Station as part of the agency’s Commercial Crew Program. The test flight serves as an end-to-end demonstration of SpaceX’s crew transportation system. Behnken and Hurley launched at 3:22 p.m. EDT on Saturday, May 30, from Launch Complex 39A at the Kennedy Space Center. A new era of human spaceflight is set to begin as American astronauts once again launch on an American rocket from American soil to low-Earth orbit for the first time since the conclusion of the Space Shuttle Program in 2011. Photo Credit: (NASA/Bill Ingalls)
Crédito: NASA/Bill Ingalls

O Falcon 9, o principal foguete de lançamento da SpaceX, estabeleceu um novo recorde em voo espacial.

A quinta-feira, a SpaceX anunciou via Twitter que o Falcon 9 é agora o foguete operacional mais voado nos Estados Unidos, tendo realizado 85 voos. Isso vem após o lançamento de quarta-feira da SpaceX, quando enviou o oitavo lote de 60 satélites Starlink para sua constelação cada vez maior. Também vem menos de uma semana depois que um Falcon 9 diferente enviou a cápsula Crew Dragon, enviando os astronautas da NASA Bob Behnken e Doug Hurley em uma empresa de primeira

É um marco fundamental para o Falcon 9, que na quinta-feira também marcou o 10º aniversário de seu primeiro voo. O foguete foi introduzido em 2010 como um substituto para o Falcon 1, o primeiro veículo da empresa que usou um único motor para enviar uma tonelada para o espaço. AirSpaceMag observa que o Falcon 1 era totalmente dispensável, e SpaceXStats mostrou que realizou cinco lançamentos em seus quatro anos de operação, dos quais apenas dois foram bem sucedidos.

O Falcon 1 pode ter visto uso limitado, mas foi um passo importante para o foguete atual da SpaceX. Musk descreveu no mês passado como a empresa levou quatro tentativas para chegar à órbita, em uma resposta à missão inaugural fracassada da Virgin Orbit naquele mês

O Falcon 9 definiu o cenário para a SpaceX avançar. Ele mede 230 pés de altura, 12 pés de diâmetro, e pesa 1,2 milhões de libras. É capaz de transportar mais de 50.000 libras para a órbita baixa da Terra. Como o nome sugere, o foguete usa nove motores Merlin contra o único motor Merlin usado com o Falcon 1. Isso lhe dá mais de 1,7 milhões de libras de impulso no nível do mar.

Mas talvez a melhora mais importante do Falcon 9 tenha sido sua reutilização. Isso permite que a SpaceX recupere cerca de US$ 46,5 milhões do preço estimado de US$ 62 milhões associado a esses voos. A SpaceX tentou pela primeira vez pousar um propulsor Falcon 9 em 2013, mas só conseguiu pela primeira vez no ano seguinte. Em 2017, ele estava desembarcando 15 núcleos por ano. Ele pousou o falcon 9 booster 46 vezes, e revoou-o 31 vezes.

O feito do

Falcon 9 é impressionante, mas por que a ressalva sobre o foguete operacional mais voado nos Estados Unidos? Porque o número um, por uma enorme margem, é a Soyuz. O nome do foguete é uma palavra que significa "união" em russo. O foguete desenvolvido pela União Soviética voou pela primeira vez em novembro de 1966, decolando do Cosmódromo de Baikonur no que é hoje o Cazaquistão. Sky at Night Magazine explica que esta foi uma evolução do foguete Vostok, aquele que enviou a primeira pessoa ao espaço em 1961.

A Agência Espacial Europeia explicou em 2013 que a Soyuz é o veículo de lançamento mais usado no mundo, tendo realizado mais de 1.700 voos tripulados e sem tripulação.

No mês passado, o Falcon 9 conseguiu igualar a Soyuz em uma capacidade chave. O programa de ônibus espaciais da NASA terminou em 2011, então para continuar enviando seus astronautas para a estação espacial, começou a alugar assentos em foguetes Soyuz. Com o programa Commercial Crew, a SpaceX e a Boeing estavam trabalhando para desenvolver uma nova maneira de chegar à Estação Espacial Internacional. A viagem inaugural do Dragão da Tripulação na semana passada, alimentada por um Falcon 9, marca um novo estágio na história da NASA.

A análise Inversa – O Falcon 9 teve uma história impressionante, mas pode em breve ser tomado por algo maior. A Nave Estelar, em desenvolvimento no Texas, foi projetada para enviar humanos e cargas para a Lua, Marte e além. Ele também foi projetado para assumir as funções do Falcon 9, bem como seu offshoot de núcleo triplo o Falcon Heavy. Mas assim como o Falcon 1 que o precedeu, o Falcon 9 continuará sendo uma característica fundamental da história da SpaceX, mesmo que seja substituído.


Fonte: Redação Tribuna Press


Notícias relevantes: